Back2Black Festival

Artes Visuais




A arte dos Ndebele

Os Ndebele habitam a região de Lesedi, na África do Sul e, com cerca de 650 mil pessoas, são uma das poucas nações que conseguiram preservar suas tradições. Mesmo sendo uma sociedade patriarcal, a conhecida herança artística dos Ndebele foi passada de mãe para filha ao longo dos séculos e apenas as mulheres se dedicam aos grafismos e artesanatos.


Esther Mahlangu - Arte Ndebele

Esther Mahlangu foi a primeira artista Ndebele a transpor os murais para as telas e levar seu trabalho a um público maior.


À primeira vista puramente abstratas, as composições são construídas com base num complexo sistema de sinais e símbolos.


Descoberta pelos curadores do Museu Georges Pompidou, de Paris, onde fez sua primeira exposição, a artista conquistou o mundo com o colorido de sua pintura e seu traço firme, sem medições ou esboços.


Líder em sua comunidade, Esther foi a primeira mulher a atravessar o oceano. Hoje é uma educadora de Mpumalanga, cidade onde vive, e mantém uma fundação, a Ndebele Foundation, para ensinar as pessoas sobre sua arte e incentivar que esta cultura não desapareça.


Mahlangu usa diariamente seus maravilhosos trajes e com orgulho nunca tira seus anéis para manter e divulgar a sua cultura.


Esther Mahlangu estará presente no festival!


Sergio Guerra - “Hereros” (Fotografias)

Os Hereros fazem parte de uma expansão Bantu de cultura pastoril e hoje vivem entre a Namíbia, Angola e Botsuana. Chegaram ao atual território de Angola por volta do século XV, e ocupam hoje a região semidesértica de pastagens naturais, mas de chuvas escassas e breves, das províncias do Cunene e Namibe, no Sudoeste de Angola. Toda a sua vida cultural se constrói com referência à sua relação com o boi e com o meio circundante.


Sérgio Guerra estará presente no festival, além de quatro pessoas pertencentes a essa tribo:


1. Soba Mutile NBendula - Muhimba
2. Soba Bernardo Mussonde - Mukubal
3 Muka Liluaco - Mulher Muhimba
4. Martins - Mukubal


Direção de Arte e Designer - Rico Lins
Cenografia - Sergio Marimba
Projeções mapeadas por INOVA (Jodele Larcher)

Topo