25 de maio de 2018 

Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Este ano, o Back2Black comemora 9 anos. Foram 7 edições no Rio e 1 em Londres. Nestas edições fortalecemos as pontes culturais entre o continente africano, o Brasil e outros países da diáspora africana, aproximando nossas raízes aos tempos atuais. Foram muitos encontros em shows, debates, exposições e workshops. Muitos grupos africanos se apresentaram, pela primeira vez, nos palcos do B2B, dando a conhecer ao público brasileiro a riqueza dessa música e os ritmos que serviram de base, em muitos casos, na construção dos nossos. Provamos que há interesse, que o sonho de construir uma ponte sólida entre o Brasil e a África é viável, que há vontade que este festival se torne um movimento. Hoje, a convite do Presidente do Theatro Municipal, Fernando Bicudo, estamos aqui comemorando o Dia de África. Com a colaboração dos artistas que hoje sobem a este magnífico palco, queremos celebrar e reafirmar a África que mora em nós, que nos pertence, que nos fez ser quem somos. Vamos dar as mãos, cantar e celebrar. Obrigada Mãe África, obrigada meus queridos cantores, músicos, maestros, criadores de arte e conteúdo, produtores, que hoje aqui estão reunidos e que me ajudaram a levar adiante esta celebração, num ato de resistência cultural em nossa cidade de raíz africana, em nossa cidade inspiradora, vanguardista e determinada a resistir e a manter suas tradições culturais, a avançar na justiça social, na igualdade cidadã, e a construir um mundo melhor para todos. Viva a África. Viva o Brasil. Viva o Rio de Janeiro.

______________________

Connie Lopes



A África tem um dia do calendário universal, o 25 de Maio, atribuído em sua homenagem pelas Nações Unidas. Essa efeméride é um tributo às vítimas da escravidão, da luta contra o apartheid, o colonialismo e a exploração. Com poesia, ciência e justiça, esse dia pode ser tomado também como o dia da Humanidade, em reconhecimento ao chão que há mais de sessenta milhões de anos viu nascer a nossa espécie, a nossa raça, a Mulher, o Homem, NÓS, hoje habitando geografias que vão da Finlândia à Tanzânia, da Tailândia ao Brasil. Portanto, Dia de África é dia de se lembrar, é dia de celebrar. No Brasil, pelas mãos do Back2Black, pioneiro na motivação de juntar o mundo para celebrar África, a data é evocada pela primeira vez com a dimensão e a visibilidade que a África merece. Celebrando, a gente exerce a gratidão, combate o esquecimento, desafia injustiças. Fazemos este Concerto para que o Mundo, ao olhar para nós, diga que estão celembrando, juntando incontornavelmente num só verbo a memória e a festa, porque o Brasil é o espelho de tudo quanto essa data significa nos dias de hoje. Da história o legado se trata este Concerto. Por isso, junto minhas mãos às do maestro baiano Letieres Leite, com as Orkestra Rumpillez e da Maré do Amanhã, meu gesto ao do irmão Gilberto Gil, minha voz às de Mart’nália, Mariene de Castro, Natasha Llerena, e a minha síntese à kora e ao timbre mandingas de Sona Jobarteh, filha da Gâmbia ancestral, para juntos cantarmos África e suas raízes e seus frutos. Axé


______________________

Mario Lucio

PROGRAMA


Concerto no Theatro

21h00 - 23h00


Mario Lucio
Flauta Peuhl, Cordas no Deserto, TamTam (Mario Lucio)


Mario Lucio 

Mar Azul (B. Leza)


Mario Lucio e Natasha Llerena Ilha de Santiago (Mario Lucio)


Mario Lucio 

Bantuko (Mario Lucio)


Mario Lucio

Mandinga (Mario Lucio)


Mario Lucio e Sona Jobarteh

Jarabi (canção tradicional africana)


Sonah Jobarteh

Gambia (Sona Jobarteh)


Mario Lucio e Sona Jobarteh

M’Afrika (Mario Lucio)


Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz

A Saga da Travessia (Letieres Leite)


Mario Lucio e Mariene de Castro

Ilha de Maré (Walmir Leite / Lupa), Rap da Felicidade (Julinho Rasta / Kátia)

Mariene de Castro

A Deusa dos Orixás (Romildo Souza Bastos / Toninho Nascimento)


Mariene de Castro e Mart’nália

Muito Obrigado Axé (Carlinhos Brown)


Mart’nália

Pé do Meu Samba (Caetano Veloso)


Mario Lucio e Mart’nália

Sorriso Negro (Adilson Barbado / Jair Carvalho / Jorge Portela / Mario Lago) 


Mario Lucio e Gilberto Gil

La Renaissance Africaine (Gilberto Gil)


Gilberto Gil

Logunédé (Gilberto Gil)


Gilberto Gil

A Raça Humana (Gilberto Gil)


Mario Lucio e Gilberto Gil

Emoriô (Gilberto Gil /João Donato)


Todos

Tema di Minis (Mario Lucio)



23h00 Festa com Dj Galo Preto (Rebola) no Salão Assyrio 23h00 - 02h00

ARTISTAS

Mario Lucio

Gilberto Gil

Mart’nália

Letieres Leite  & Orkestra Rumpilezz

Sona Jobarteh

Mariene de Castro

Orquestra Maré do Amanhã

Natasha Llerena

Dj Galo Preto (Rebola)